> Cotidiano: sobre florescer

Acordar, tomar café, escolher uma roupa, vestir-se, dirigir até o trabalho. Estacionar.

A rotina diária começa novamente, mesmo antes das 8h da manhã. O próximo passo é descer do carro e atravessar a rua para entrar na empresa, dando início a uma série de compromissos já listados na mente na noite anterior de insônia.

Trancar o carro, checar o alarme. Gestos e ações repetitivas que resolvem-se por si mesmas.
Mas aí vem a vida: algo fora do cotidiano – ou que tenha passado despercebido anteriormente – surge na sua frente. O que antes era apenas um chão úmido da última chuva revela-se como uma pausa: pétalas de flores colorindo o caminho rotineiro. Uma história romântica? Quem sabe.

Poderia ser um fato isolado e totalmente inútil, apenas para ser pisado por pés que insistem em correr a fim de resolver os problemas do dia.

Mas às vezes a gente não precisa de muito para perceber a beleza da vida – é dar uma chance a flor e ser.

Afinal, é preciso trilhar, mas antes, florescer.

Anúncios

2 comentários sobre “> Cotidiano: sobre florescer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s